Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

AI acusa governo da Eritreia de ter encarcerados "pelo menos" 10.000 presos políticos

Lusa

  • 333

Nairobi, 09 mai (Lusa) -- A Amnistia Internacional revelou que a Eritreia tem encarcerados "pelo menos 10.000 presos políticos", desde que conseguiu a independência da Etiópia há 20 anos.

Num comunicado sobre o vigésimo aniversário da independência da Eritreia, que se assinala a 24 de maio, a AI condena a "repressão" que exerce o governo do Presidente Isaias Afewerki, que dirige o país desde 1993.

Atualmente, sublinha a AI, a Eritreia "é um país em que os Direitos Humanos são constantemente violados. Não há imprensa independente, nem partidos políticos de oposição, nem sociedade civil. Só quatro religiões são reconhecidas pelo Governo".