Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Águas: Riscos mantêm-se desfavoráveis para o Estado nas concessões da Águas de Portugal - TC

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 jul (Lusa) - Os contratos de concessão da Águas de Portugal (AdP) mantêm-se desfavoráveis ao Estado, ao assumir riscos que devem pertencer aos concessionários, contrariando as recomendações do Tribunal de Contas, segundo uma auditoria deste órgão de fiscalização.

O relatório hoje divulgado avalia o cumprimento de 15 recomendações do Tribunal de Contas (TC) emitidas em 2008, concluindo que menos de metade foram adotadas e cerca de 20 por cento só foram parcialmente acolhidas.

Uma das recomendações que o TC considera ter sido apenas parcialmente acolhida é a da renegociação dos contratos de concessão celebrados com as empresas do Grupo AdP, já que o tribunal defende "uma análise prévia de partilha de riscos" que garanta que o Estado não assume os riscos de gestão e de negócio das empresas concessionárias.