Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Águas do Mondego promove "rescisões amigáveis" para reduzir trabalhadores

Lusa

  • 333

Coimbra, 08 (Lusa) -- A empresa Águas do Mondego (AdM) abriu um "programa voluntário de rescisões amigáveis", para reduzir, pelo menos, 3% dos trabalhadores, por imposição do Orçamento do Estado para 2013.

A Lei do Orçamento para este ano determina, no artigo 63.º, que as entidades públicas empresariais do setor empresarial do Estado reduzam, "no mínimo, 3%" dos funcionários em relação aos que possuíam em 31 de dezembro de 2012.

A decisão da AdM surge no âmbito do "programa corporativo de rescisões amigáveis", lançado pela Águas de Portugal (Adp), que detém 51% do capital da AdM, no sentido de cumprir a legislação que obriga aquela diminuição de pessoal, refere a empresa num documento distribuído pelos seus cerca de 300 trabalhadores e ao qual a agência Lusa teve acesso.