Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Agricultores temem cortes "graves" nos próximos fundos comunitários

Lusa

  • 333

Arruda dos Vinhos, 14 mar (Lusa)- A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) alertou hoje que "é muito grave para o setor" a confirmação de um corte de mil milhões de euros nos fundos comunitários a partir de 2014.

"Se o deputado Capoulas Santos diz que são menos mil milhões de euros, estaríamos a falar de sete mil milhões de euros de fundos comunitários disponíveis, portanto é um corte muito significativo, se pensarmos que são para sete anos", afirmou à agência Lusa o presidente da CAP.

João Machado alertou que a redução das verbas comunitárias vai "penalizar um setor da economia portuguesa, que neste momento é o único que está a crescer, cujas exportações cresceram quase o dobro em comparação com as restantes exportações portuguesas, que está a criar mais valor e que está a criar postos de trabalho".