Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Agência antidopagem espanhola vai recorrer da decisão da "Operação Puerto"

Lusa

  • 333

Madrid, 01 mai (Lusa) -- A Agência Espanhola Antidopagem anunciou hoje a sua intenção de recorrer da sentença do tribunal de Madrid que condenou Eufemiano Fuentes, principal acusado da "Operação Puerto", a um ano de prisão, recusado o acesso às bolsas de sangue apreendidas.

"Para mim, a 'Operação Puerto' não está terminada e tudo o que vos posso dizer é que vou continuar a trabalhar nela. Vou exigir à juiza [Julia Patricia Santamaria] que me sejam fornecidas todas as provas, sejam de que natureza for, incluindo as bolsas [de sangue], para que possam ser analisadas por autoridades competentes", firmou Ana Muñoz, diretora da agência.

Na sentença, a juíza negou o acesso às 211 bolsas de plasma sanguíneo de muitos desportistas - grande parte ciclistas - apreendidas a Fuentes em 2006, no decorrer da operação policial que desencadeou o maior escândalo de doping do desporto espanhol, e que eram reclamadas pela Agência Mundial Antidopagem e outras partes.