Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

África do Sul: Mais uma mina de platina atingida por paralisações, mineiro morto em Marikana

Lusa

  • 333

Rustenburg, África do Sul, 12 set (Lusa) - Mais de um milhar de mineiros bloqueiam desde a noite de terça-feira a entrada da mina de platina de Thembelani, da Anglo Platinum (Amplats), nos arredores de Rustenburg, impedindo muitos milhares de colegas de iniciar os seus turnos na mina.

A situação é tensa na zona, onde centenas de outros mineiros da mina da Lonmin, em Marikana, voltaram a concentrar-se e a marchar pelas ruas do povoado exigindo um salário mínimo de 12.500 rands (1.120 euros) e ameaçando fisicamente todos aqueles que pretendem regressar ao trabalho pondo fim a uma paralisação de cinco semanas.

A Lonmin confirmou que a noite passada um mineiro foi morto em Marikana pelos grevistas. O seu corpo apresentava golpes profundos na zona da cabeça e do pescoço, aparentemente feitos com uma catana, instrumento que centenas de grevistas empunham nas suas manifestações, bem como paus, lanças e setas.