Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

África do Sul: Arguidos no triplo homicídio de família portuguesa declaram-se culpados em tribunal

Lusa

  • 333

Vereeniging, África do Sul, 24 jul (Lusa) - Dois dos três arguidos no triplo homicídio de uma família portuguesa, ocorrido a 02 de Outubro de 2011 em Walkerville, arredores de Joanesburgo, declararam-se hoje culpados de todos os crimes de que eram acusados no tribunal da comarca de Vereeniging.

Na primeira audiência do julgamento dos trágicos acontecimentos que vitimaram António Viana, de 46 anos, sua mulher e um filho de 13 anos, Sphiee David Motaung e Patrick Petros Radebe declararam-se culpados do triplo homicídio, de agressão sexual, arrombamento e furto.

Patrick Petros Radebe, com 20 anos à data dos crimes, era filho de uma ex-empregada doméstica do casal Viana e conhecia bem a propriedade. Foi preso no dia seguinte, quando a viatura das vítimas foi encontrada abandonada no bairro de Orange Farm. Teria sido ele que planeou o roubo por motivos nunca apurados.