Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Advogados de arguidos condenados a prisão efetiva em Olhão por tráfico de armas ponderam recurso

Lusa

  • 333

Olhão, 04 jan (Lusa) -- Os advogados dos arguidos que hoje foram condenados a penas de prisão efetiva por tráfico de armas no Tribunal de Olhão disseram que vão analisar o acórdão e ponderar se recorrem para pedir a suspensão das penas.

"Vou analisar o acórdão com calma e com sossego e verificarei depois se recorro ou não", afirmou aos jornalistas Miguel Esperança Martins, advogado de Connor Shehan, que foi condenado a quatro anos e 10 meses de prisão efetiva por tráfico de armas, a mesma pena aplicada ao português Paulo Guerreiro.

O advogado de Connor Shehan considerou que o "acórdão foi no sentido esperado", ao confirmar que "não havia qualquer ligação ao IRA [sigla original do Exército Republicano Irlandês] nem associação criminosa".