Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Administradores de insolvências querem maior rapidez dos processos e menos burocracia

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 out (Lusa) -- Os administradores de insolvências defenderam a necessidade de maior rapidez nos processos de insolvências e criticaram o "bloqueio" que muitos destes processos têm nas secretarias e nos tribunais, num encontro realizado no Algarve.

Numas Jornadas de Estudo dos Agentes de Execução, que terminaram sábado à noite no Carvoeiro, no concelho de Lagoa, no Algarve, a Associação dos Administradores de Insolvências (AAI) defendeu a necessidade de "diminuir a burocracia e acelerar os processos".

"Existem centenas de processos e requerimentos que ficam semanas nas secretarias e não são despachados. É extremamente grave", destaca, numa nota, o presidente da AAI, José Ribeiro Gonçalves, destacando que "a lógica é recuperar o que for recuperável", mas "o facto de os tribunais não darem resposta nos tempos que a lei prevê não permite essa recuperação".