Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Administrador do IPO Lisboa defende que há "pouco a ganhar" com fusão dos institutos

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 abr (Lusa) -- O administrador do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa defende a existência de hospitais dedicados à especialidade e considera que a fusão dos três IPO traria poucas vantagens.

Em entrevista à agência Lusa, Francisco Ramos disse que "os hospitais gerais têm um papel muito importante no tratamento da doença", lembrando que "em todos os países europeus e no norte da América há hospitais especializados".

Estes hospitais especializados existem, "não só para se focarem no tratamento, mas também para juntarem uma forte componente de investigação e desenvolvimento de novas terapêuticas".