Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Administração da RTP refuta declarações atribuídas pelos trabalhadores ao presidente da estação

Lusa

  • 333

Redação, 26 out (Lusa) -- A administração da RTP esclareceu hoje não ter emitido qualquer opinião pessoal sobre a inconstitucionalidade da criação de uma empresa regional para suceder à RTP Açores, mas apenas informado a Comissão de Trabalhadores (CT) do disposto na Constituição.

Num esclarecimento escrito, o Conselho de Administração (CA) da RTP considera que o comunicado emitido na quinta-feira pela CT da estação pública, após a reunião mensal entre as duas estruturas, não foi "fiel ao que se passou" no encontro.

"A propósito do tema RTP Açores, o CA informou a CT que é inconstitucional que Governos Regionais possam deter, direta ou indiretamente, qualquer órgão de comunicação social de serviço público. Como é óbvio, não se tratou neste ponto de emitir opiniões pessoais dos membros do CA, em geral, ou do seu presidente, em particular, mas de informar a CT sobre o disposto na Constituição da República", lê-se no comunicado da administração.