Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Adiamento das eleições na Guiné-Bissau é normal e evita novo fracasso - CPLP

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 out (Lusa) - O secretário executivo da CPLP, Murade Murargy, considerou hoje normal que a CEDEAO esteja a repensar a data das eleições na Guiné-Bissau, afirmando que é preferível adiá-las do que fazê-las precipitadamente e provocar um novo fracasso.

"É uma atitude realista de que de facto temos de repensar, (...) ja nos estavamos a considerar isso", afirmou Murargy, que reagia assim às declarações do presidente de transição da Guiné-Bissau, que na terça-feira afirmou que uma nova data para as eleições gerais no país deverá ser definida durante a cimeira de chefes de estado da Comunidade Económica de Estado da África Ocidental (CEDEAO), a realizar este mês.

As eleições gerais estão marcadas para 24 de novembro, mas ainda nem o recenseamento eleitoral arrancou.