Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Açores: SINAPOL admite ações de protesto caso se arrastem problemas dos polícias na região

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 28 set (Lusa) -- O Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL) admitiu hoje realizar ações de protesto nos Açores, caso não se revolvam os problemas específicos que afetam a classe no arquipélago, como a falta de meios humanos.

"Se não houver, no prazo de 30 dias, uma resolução para os problemas exclusivos dos polícias que trabalham na região, vamos reunir e equacionar formas de protesto no arquipélago", afirmou Pedro Saraiva, presidente do secretariado regional dos Açores do SINAPOL, em declarações à Lusa.

Pedro Saraiva disse que as formas de protesto apenas "serão decididas numa assembleia regional", mas admitiu que possam passar por "vigílias, manifestações ou queixas ao Provedor de Justiça", alegando que a classe enfrenta nos Açores "problemas específicos, que já se arrastam há muito tempo".