Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Açores: PSD questiona ajuste direto da Direção Regional de Cultura

Lusa

  • 333

Angra do Heroísmo, 16 ago (Lusa) - O PSD/Terceira acusou hoje a Direção Regional de Cultura (DRAC) de adjudicar a uma empresa externa a prestação de serviços que "poderia ter realizado", no âmbito da construção da nova Biblioteca Pública de Angra do Heroísmo, nos Açores.

"Importa conhecer o porquê da necessidade de recorrer a uma entidade externa, por um valor desta grandeza, uma vez que a DRAC tem um corpo técnico composto por engenheiros civis, arquitetos e juristas capazes de fazer este trabalho", afirmou António Ventura, presidente da Comissão Política de Ilha do PSD, em declarações aos jornalistas.

António Ventura, que é também vice-presidente do PSD/Açores, salientou que a adjudicação, por ajuste direto, da prestação de serviços de "consultadoria técnica no âmbito do relançamento da empreitada de construção da nova Biblioteca Pública e Arquivo de Angra do Heroísmo" custou 59 mil euros.