Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Açores: Ordem dos Médicos considera "inaceitável" acesso a dados médicos de doentes

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 31 ago (Lusa) -- A Ordem dos Médicos considerou "inaceitável" que a Rede Integrada de Apoio ao Cidadão (RIAC) tenha tido acesso a informação médica confidencial de doentes em lista de espera para cirurgia no Hospital de Ponta Delgada, nos Açores.

O presidente da Ordem dos Médicos nos Açores, Jorge Santos, disse hoje à Lusa que, nas últimas semanas "funcionários da RIAC, um organismo público que nada tem a ver com a saúde, contactaram doentes em lista de espera de algumas especialidades cirúrgicas", acrescentando que o diálogo com os doentes demonstra que tinham "conhecimento de informação médica confidencial que apenas deveria permanecer nos arquivos hospitalares".

Jorge Santos salientou ter conhecimento de que terão sido contactados cerca de sete dezenas de doentes, acrescentando que os juristas da Ordem dos Médicos estão a analisar o acesso da RIAC a informação médica confidencial.