Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Açores: Ilhéus das Formigas podem ter seis milhões de anos - vulcanólogo

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 13 ago (Lusa) -- Os Ilhéus das Formigas, nos Açores, podem ser mais antigos do que se estima atualmente, o que revelaria uma taxa de crescimento das ilhas "acentuadamente diferente", com reflexos nas previsões da atividade sísmica e vulcânica, admitiu hoje um especialista.

Victor Hugo Forjaz, do Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores (OVGA), salientou à Lusa que os ilhéus, situados entre Santa Maria e S. Miguel, poderão ter "possivelmente seis milhões de anos", acrescentando que a datação vai ser reavaliada através de amostras recolhidas em julho.

"Há 35 anos, um geólogo inglês atribuiu às Formigas uma idade na ordem dos 4,8 milhões de anos, mas é possível que esta idade seja um pouco mais antiga", afirmou o vulcanólogo, acrescentando que "o facto de terem supostamente seis milhões de anos poderá querer dizer que a taxa de crescimento das ilhas é acentuadamente diferente, o que é importante para o conhecimento da atividade vulcânica e sísmica".