Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Açores: CDS/PP denuncia "atentado ambiental" no Pico, numa zona classificada como Património Mundial

Lusa

  • 333

Madalena do Pico, 16 jun (Lusa) - O presidente do CDS/PP nos Açores, Artur Lima, classificou hoje como "atentado ambiental" a muralha de proteção que está a ser construída na zona do Pocinho, numa área da ilha do Pico classificada como Património Mundial.

"É um autêntico atentado ambiental, perpetrado, curiosamente, pela Secretaria Regional do Ambiente e do Mar", acusou Artur Lima, denunciando que o projeto que o Governo dos Açores levou a discussão pública "é completamente diferente" do que está a realizado na freguesia da Candelária.

Artur Lima, que falava à Lusa durante uma visita ao local, manifestou-se contra a realização desta obra, que considerou "não servir para nada", além de violar o Plano de Ordenamento da Orla Costeira, o que, na sua perspetiva, significa que "é ilegal".