Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Académica diz que informações tardias impediram cedência dos direitos do futsal

Lusa

  • 333

Coimbra, 22 out (Lusa) - A Associação Académica de Coimbra - Organismo Autónomo revelou segunda-feira que a passagem dos direitos desportivos do futsal para a "casa mãe" não foi submetida em prazo útil à assembleia-geral por motivos que lhe são alheios.

A cedência dos direitos desportivos à Associação Académica de Coimbra (AAC) foi ratificada a 07 de outubro, depois de muita controvérsia entre os sócios e a direção liderada por José Eduardo Simões, que em junho cedeu os direitos desportivos sem consultar os sócios, que, na assembleia-geral de 25 de julho, já tinham decidido retirar aquele ponto da ordem de trabalhos.

"O conhecimento tardio, a 26 de junho, da decisão definitiva de aceitação, impediu que a cedência dos direitos desportivos fosse submetida a uma assembleia-geral do OAF, como impõe os Estatutos, já que o prazo estipulado pela Federação Portuguesa de Futebol para a inscrição das equipas para a época desportiva de 2013-14 terminava em 28 de junho", lê-se num comunicado enviado na segunda-feira pelo OAF.