Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

AC Milan recorre de castigo de jogo à porta fechada

Lusa

  • 333

Milão, Itália, 09 out (Lusa) - O delegado administrativo do AC Milan, Adriano Galliani, anunciou hoje que vai "recorrer para todas as instâncias possíveis" do castigo de jogo à porta fechada e multa de 50 mil euros, por alegados "coros racistas", aplicados ao clube.

Em causa está o comportamento de alguns adeptos daquele clube, no jogo de domingo contra a Juventus, para a Liga italiana de futebol, sancionado com a obrigação de receber a Udinese, na próxima jornada, sem adeptos a assistir nas bancadas.

"A sanção é injusta", disse Galliani à comunicação social, acrescentando esperar que a 19 de outubro o estádio de San Siro "esteja cheio", no jogo contra a Udinese.