Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

A "reforma do IRC é profunda e abrangente" mas essencial para promover competitividade - Vítor Gaspar

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 jan (Lusa) - O ministro das Finanças afirmou hoje que "a reforma do IRC é profunda e abrangente", mas essencial para promover a competitividade e a internacionalização das empresas portuguesas, acrescentando que os membros da Comissão de Reforma prescindiram de "qualquer remuneração".

"Todos os membros renunciaram a qualquer remuneração. Em nome do Governo, não posso deixar de registar e agradecer esse gesto", afirmou Vítor Gaspar, que falava durante a cerimónia de tomada de posse da Comissão de Reforma do IRC (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Coletivas), que decorreu hoje em Lisboa.

Durante a cerimónia, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, anunciou o "calendário apertado" da Comissão que hoje tomou posse, sob liderança de Lobo Xavier.