Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

A Europa não pode ser uma prisão de regras e procedimentos - PM italiano

Lusa

  • 333

Roma, 21 mai (Lusa) - O novo primeiro-ministro italiano, Enrico Letta, afirmou hoje que "a Europa não pode converter-se numa prisão de regras e procedimentos que limitam as ações de todos, cidadãos, famílias e empresas".

As declarações foram proferidas durante uma audiência no Senado, na véspera da realização da cimeira extraordinária da União Europeia, e nelas o líder do executivo de coligação considerou que a Europa "atravessa uma crise de legitimidade que advém da ausência de resultados" e exortou a que se transforme a energia que se usou nas políticas de austeridade para implementar "políticas de crescimento e criação de emprego".

De acordo com a agência de informação espanhola EFE, Letta disse que "é preciso um resultado abrangente e concreto no próximo Conselho Europeu de junho sobre as políticas de criação de emprego jovem" e anunciou que vai escrever uma carta ao presidente do Conselho Europeu, na qual expressará que "a União Europeia não terá futuro se não der esperança a quem tem o futuro pela frente".