Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Malária: Reintrodução da doença em Portugal é "altamente improvável" - investigador

Lusa

Lisboa, 27 jul (Lusa) -- As alterações climáticas podem favorecer o aumento dos mosquitos transmissores da malária, mas a reintrodução da doença em Portugal "é altamente" improvável", defende o investigador Miguel Prudêncio.

"É altamente improvável que haja reintrodução da malária em Portugal" desde que exista um serviço de saúde público e medidas de vigilância adequadas, afirmou o especialista que lidera uma equipa de investigação e desenvolvimento de uma vacina do Instituto de Medicina Molecular.

Apesar de as alterações climáticas poderem "propiciar um aumento dos mosquitos", o impacto no que diz respeito à reintrodução da malária é relativo porque o sistema de saúde assegura a "contenção dos reservatórios de parasitas" causadores da doença.