Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relatividade Geral de Einstein comprovada pela1.ª vez em buracos negros supermassivos

Lusa

Porto, 26 jul (Lusa) - Uma equipa internacional, que engloba físicos portugueses, conseguiu comprovar, pela primeira vez, os efeitos previstos pela Teoria da Relatividade Geral de Einstein relativamente aos buracos negros supermassivos, após 26 anos de observações.

"Um modo de testar uma teoria física é medir o seu comportamento em casos extremos", disse à Lusa o astrofísico Paulo Garcia, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Neste caso, para testar a Teoria da Relatividade Geral de Einstein, utilizou-se o buraco negro supermassivo mais próximo da Terra (a 26.000 anos-luz de distância), localizado no centro da Via Láctea, que tem uma massa de quatro milhões de vezes a massa solar e está rodeado por um pequeno grupo de estrelas que o orbitam a alta velocidade.