Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

2012: Quebras nas ex-Scut chegam a 49% mas portagens ainda garantem mais de 156ME

Lusa

  • 333

Redação, 15 dez (Lusa) - O tráfego nas antigas Scut registou em 2012 quebras que chegam a 49%, mas a introdução de portagens atingiu o valor mais alto, superior a 156 milhões de euros, em 11 meses.

Segundo dados da empresa Estradas de Portugal (EP), a maior quebra na utilização diária das antigas Scut (autoestradas sem custos para os utilizadores) este ano - marcado por inúmeras manifestações contra as portagens, sobretudo nas quatro autoestradas que passaram a ser pagas - fez-se sentir entre janeiro e setembro na Via do Infante (A22), no Algarve.

Esta autoestrada, que completou a 08 de dezembro de 2012 o primeiro ano de portagens, perdeu mais de 8.500 viaturas por dia, ou seja, cerca de 49% do tráfego.