Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

10 Junho: Portugal e Macau "têm laços que não podem ser quebrados" - José Cesário

Lusa

  • 333

Macau, China, 10 jun (Lusa) - As comemorações em Macau do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades têm um "significado especial", disse hoje o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, salientando que os dois territórios "têm laços que não podem ser quebrados".

"Tem um significado especial celebrar em Macau o 10 de junho. É o primeiro 10 de junho que faço nestas funções e quis significar com a minha presença que Portugal e Macau têm laços que não podem ser quebrados, e que temos de estar muito próximos", afirmou.

Depois de assistir à cerimónia do hastear da bandeira no consulado-geral de Portugal em Macau com o hino cantado pelo grupo de Escuteiros Lusófonos de Macau, José Cesário presidiu à romaria à gruta de Camões, onde alunos das escolas portuguesa e luso-chinesas dançaram folclore, declamaram o soneto "O céu, a terra e o vento sossegado" nas duas línguas oficiais e depositaram flores junto ao local onde há quem defenda que o poeta escreveu parte de "Os Lusíadas".