Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jean-Claude Juncker, o "último dinossauro" da UE

Lusa

  • 333

Cidade do Luxemburgo, 10 jul (Lusa) -- Até hoje inamovível primeiro-ministro do Luxemburgo há 18 anos, Jean-Claude Juncker afirmou que vai apresentar a sua demissão na quinta-feira durante uma reunião do conselho de ministros.

Em causa, a deserção dos seus aliados socialistas após um escândalo relacionado com os serviços de informações.

Definido como o decano dos dirigentes europeus e o último dinossauro da construção europeia, com 58 anos, Juncker detinha o recorde de longevidade na liderança de um governo europeu. Assumiu o cargo de primeiro-ministro em janeiro de 1995, quando François Mitterrand e Helmut Kohl ainda permaneciam no poder.