Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

INEM: Subsídio para emergência médica vai ajudar bombeiros a ultrapassar crise - presidente

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 set (Lusa) -- O presidente do Instituto Nacional de Emergência Médica reconhece que o subsídio que o INEM vai pagar aos bombeiros pelos 23 Postos de Emergência Médica (PEM), que começam a funcionar segunda-feira, vai ajudar as corporações a ultrapassar dificuldades financeiras.

Estes subsídios - nunca inferiores a 6.000 euros trimestrais e que podem chegar aos 10.500 euros por trimestre - servirão para "reforçar a capacidade financeira dos bombeiros na área da emergência médica, mas também ajudarão a complementar a ação global das corporações que, nesta fase, passam por algumas dificuldades", disse Miguel Soares de Oliveira.

Em entrevista à agência Lusa, a propósito da reorganização dos meios do INEM, que entra em vigor na segunda-feira, o presidente explicou que os PEM resultam da entrega aos bombeiros de uma ambulância de emergência médica, equipada com todo o material necessário para uma abordagem de Suporte Básico de Vida (SBV), em situações de doença e de trauma, bem como de equipamento de desfibrilhação.