O estudo "Qualidade de Vida 2011", divulgado esta terça-feira, coloca Lisboa no top 50 das melhores cidades para se viver de  total de 221 analisadas. Milão (42), Tóquio (46), Nova Iorque (47), Miami (66), Budapeste (73) e Moscovo (163) são algumas das cidades que ficam atrás da capital portuguesa.

Viena, na Áustria, é a cidade europeia com a qualidade de vida mais elevada, mas o top 10 é dominado por metrópoles alemãs e suíças, cada uma com três cidades nos primeiros luigares do ranking.

Ao nível global, de acordo com o estudo qualidade de vida, as cidades com o nível de vida mais baixo são: Cartum, no Sudão (217), Port-au-Prince, no Haiti (218), N'Djamena, no Chade (219), e Bangui, na República Centro-Africana (220). Bagdade, no Iraque (221), encontra-se no fundo da tabela da Mercer.

O ranking deste ano classifica ainda as cidades, pela primeira vez, em termos de segurança pessoal, com base em critérios como estabilidade interna, níveis de criminalidade, eficácia da política de segurança e das relações internacionais do país. Neste contexto, o Luxemburgo surge em primeiro lugar na classificação em matéria de segurança pessoal, seguido de Berna, Helsínquia e Zurique, em segundo lugar. Neste aspeto, Lisboa destaca-se na 47ª posição, enquanto Bagdad, na 221ª, é a cidade menos segura do mundo.

O Top 10 das cidades com maior qualidade de vida:

1 - Viena, Áustria
2 - Zurique, Suíça
3 - Auckland, Nova Zelândia
4 - Munique, Alemanha
5 - Düsseldorf, Alemanha
5- Vancouver, Canadá
7 - Frankfurt, Alemanha
8 -Genebra, Suíça
9 - Berna, Suíça
9 - Copenhaga, Dinamarca

As 10 piores classificadas:

212 - Nouakchott, Mauritânia
213 - Abijão, Costa do Marfim
214 - Brazzaville, Congo
214 -Tbilisi, Geórgia
216 - Sana'a, Iémen
217 - Cartum, Sudão
218 - Port-au-Prince, Haiti
219 - N'Djamena, Chade
220 - Bangui, República Centro-Africana
221 - Bagdad, Iraque