Lisboa, 13 jul (Lusa) - A CGTP criticou hoje a possibilidade de serem apresentadas propostas para a revisão da legislação laboral até ao fim de julho, rementendo a sua discussão pública para o mês de agosto.

"Isto é o vale tudo. Vamos assistir à discussão de matérias altamente sensíveis em pleno mês de agosto", disse o secretário-geral da CGTP, Manuel Carvalho da Silva aos jornalistas, no final de uma reunião com o primeiro ministro Pedro Passos Coelho.

Carvalho da Silva considerou que apresentação pelo Governo até ao final do mês de propostas para a revisão de matérias consignadas no Código do Trabalho, remetendo para o período de férias o período de discussão publica, obrigatório por lei, "viola o que a Constituição da República determina".