Segundo a PSP, as autoridades foram alertadas pelas 07:00 e os agentes enviados ao local detiveram dois dos três suspeitos do assalto, denunciado pela linha de emergência 112, mas o jovem baleado ainda conseguiu fugir, tendo sido abatido pouco depois.

"O polícia, que ia em seu alcance", fez "uso arma de fogo que lhe está distribuída, em circunstâncias ainda não apuradas, vindo a ferir aquele, causando-lhe a morte no local", explica a PSP.

Ainda, segundo o comunicado do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, os roubos às duas mulheres, que ocorreram pelas 06:45 e 06:55, foram feitos com "recurso a violência física", e uma das vítimas teve necessidade de receber tratamento hospitalar.

"Todos os suspeitos possuem antecedentes criminais, sendo que os dois detidos serão presentes à autoridade judiciária para aplicação da medida de coação", salienta o comunicado.

A ocorrência foi comunicada à Polícia Judiciária bem como à Inspeção-geral da Administração Interna (IGAI) que irá abrir um processo de inquérito, que decorre em paralelo ao processo-crime dirigido pelo Ministério Público, para apurar as circunstâncias dos factos.

"Antes das conclusões, não haverá quaisquer outras declarações sobre o incidente e o seu lamentável resultado", sublinha o comunicado.

Por sua vez, a porta-voz da CP, Ana Portela, referiu à Lusa que a circulação de comboios na linha de Sintra se passou a fazer sem "qualquer perturbação" por volta das 12:00, uma vez que o incidente na estação de Campolide ficou resolvido.