Jornal de Letras

Siga-nos nas redes

Perfil

Los Gavilanes, zarzuela de J. Guerrero no São Carlos

Música

  • 333

Elisabete Matos, uma das protagonistas desta zarzuela

DR

Los Gavilanes (Os Gaviões), uma das mais populares zarzuelas de Jacinto Guerrero, sobe ao palco do Teatro Nacional de São Carlos, sábado, 23 de junho, pelas 20 horas. Com Elisabete Matos num dos principais papéis

Francisca Cunha Rêgo

"Profundamente emocionante e universal", assim descreve o encenador espanhol Pedro Martínez Los Gavilanes, uma das mais populares zarzuelas de Jacinto Guerrero que se estreia no palco do São Carlos, em Lisboa, a 23 de junho, às 20. "Desde as primeiras notas somos envolvidos numa rede semelhante à dos pescadores que (...) enfrentam a sua faina quotidiana numa pequena cidade à beira-mar que (...) parece viver no mesmo extremo do mundo, e que oferece contexto aos dramas individuais dos protagonistas desta história", reflete ainda o encenador. Falemos então dos protagonistas: o soprano Elisabete Matos dá vida a Adriana; Ximena Agurto, também soprano, vencedora da última edição do Concurso Internacional de Canto Jacinto Guerrero, faz a sua estreia no papel de Rosaura; o barítono César San Martín será Juan, o indiano; e Alejandro Roy, tenor, dá corpo à personagem de Gustavo. Participam ainda o Coro do Teatro São Carlos e a Orquestra Sinfónica Portuguesa, dirigidos por Miguel Ortega, nesta coprodução entre o TNSC, a embaixada de Espanha e a Fundação Jacinto e Inocencio Guerrero de Madrid.

Nesta encenação eliminaram-se alguns diálogos tentando fazer da representação uma versão concerto. O vídeo irá ocupar um papel importante. Através dele narra-se a realidade da história, enquanto que no palco ela é recriada pelos cantores. Ambas as opções se completam, mas funcionam independentemente. Assim, conta-se e canta-se o libreto. Uma zarzuela comme il faut.