Jornal de Letras

Siga-nos nas redes

Perfil

Na Póvoa de Varzim

Letras

15 anos de Correntes d' Escritas

À 15.ª edição, as Correntes d'Escritas assumem-se ainda mais acorrentadas. Para assinalar a data redonda, o Encontro de Escritores Íbero-americanos da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, que se realiza de 20 a 22 de fevereiro, vai pôr todos os convidados a falar sobre "correntes". Eis o conceito das sete mesas redondas, que este ano decorrem no Centro de Congressos do Hotel Axis Vermar. A mudança para um auditório maior, com 600 lugares, para haver lugar para toda a gente, é uma das novidades deste ano, a par dos "30 Minutos de Conversa" e da estreia absoluta de 15 escritores, selecionados a partir de sugestões dos participantes de todas as edições transatas. São eles Ana Margarida de Carvalho, Andrés Neuman, António Gamoneda, Elga Moreira, Golgona Anghel, Inês Fonseca Santos, Joana Bértholo, João Ricardo Pedro, José Rentes de Carvalho, Manuel Rivas, Michel Laub, Miguel Sousa Tavares, Patrícia Portela, Ungulani Ba Ka Khosa e Valério Romão. 

Adriano Moreira é o orador da conferência de abertura deste ano (a 20, às 15). O prof. emérito da Universidade de Lisboa, ensaísta, presidente da Academia das Ciências e da Sociedade de Geografia, entre muito mais, falará sobre A Língua e o Saber. O dia inaugural fica completo comm, às 17 e 30, a primeira das sete mesas redondas, com um elenco muito especial: António Gamoneda, Eduardo Lourenço, Gonçalo M. Tavares, Lídia Jorge, Ungulani Ba Ka Khosa. O moderador é José Carlos de Vasconcelos e o tema Pensamentos não são correntes de ninguém

Na sexta-feira, dia 21, o programa arranca, às 10, com Palavras + Correntes = X, com Afonso Cruz, Helder Macedo, Ivo Machado, Miguel Real, Patrícia Portela, Valério Romão e João Gobern (moderador). Segue-se, às 15, A Ficção nos Livros é Corrente de Verdade, com Ana Margarida de Carvalho, António Mota, Boaventura Cardoso, João Ricardo Pedro, José Ovejero, Michel Laub e Francisco José Viegas (moderação). E, às 17 e 30, De Correntes e Cont(r)a-correntes se Faz a Poesia, com Ana Luísa Amaral, Golgona Anghel, João Moita, Margarida Ferra, Valter Hugo Mãe e Isabel Pires de Lima (moderadora). O dia acaba com um mesa noturna, às 22, que junta Carlos Quiroga, Joana Bértholo, Manuel da Silva Ramos, Manuel Jorge Marmelo, Miguel Sousa Tavares, Ondjaki, Rui Zink e Michael Kegler (moderador) à volta do tema Cada Livro é a Antologia Corrente da Existência

No sábado, 22, têm lugar as duas últimas mesas. Coração de Correntes Desabitado: a Poesia, às 10, com Elgga Moreira, Inês Fonseca Santos, Manuel Rui, Pedro Teixeira Neves, Uberto Stabile, Vergílio Alberto Vieira e José Mário Silva (moderador). E, às 15 e 30, Não São Minhas as Correntes que Escrevo é Outro que as Escreve em Mim, com Andrés Neuman, Inês Pedrosa, José Rentes de Carvalho, Manuel Rivas, Onésimo Teotónio Almeida e Ana Sousa Dias (moderadora). Refira-se, ainda, que as Correntes têm uma passagem por Lisboa, no Instituto Cervantes, na segunda-feira, dia 24, para uma oitava mesa: São Sempre Correntes as Palavras, às 19, com Ana Margarida de Carvalho, Carlos Quiroga, Carmo Neto e Michel Laub, com moderação de Sara Figueiredo Costa. 

Se as mesas redondas são o centro das Correntes, muitas são as atividades paralelas. A nova rubrica 30 Minutos à Conversa reúne dois escritores e um livro. Será um encontro informal, entre pessoas da mesma geração, geografia ou família literária. Dia 20, às 19 e 30, Almeida Faria conversa com Eduardo Lourenço a propósito do seu Lusitânia; dia 21, às 19 e 30, é a vez de Maria Teresa Horta falar com Filipa Leal sobre o seu primeiro romance, Ambas as Mãos sobre o Corpo, agora reeditado; e dia 22, às 17 e 30, João de Melo lembra, com Onésimo Teotónio Almeida, a publicação há 25 anos de Gente Feliz com Lágrimas. Contornos semelhantes terá a sessão entre Artur Cruzeiro Seixas e Isaque Ferreira (dia 20, às 22), desta feita sobre a obra do poeta e pintor surrealista. Em Lisboa, também se realizará uma sessão de 30 Minutos à Conversa (dia 24, às 18 e 30, com António Gamoneda e Filipa Leal. 

Nas restantes atividades paralelas, a revista das Correntes, no seu 13.º número, homenageia Maria Teresa Horta, com depoimentos de Ana Luísa Amaral, Inês Pedrosa, Patrícia Reis, Pedro Teixeira Neves, Rosa Alice Branco e Filipa Leal. Inclui ainda contos Andrea del Fuego, Helder Macedo, João Paulo Sousa, João Tordo, José Rentes de Carvalho, Nuno Camarneiro, Patrícia Portela, Valter Hugo Mãe e Waldir Araújo e poemas de Francisco Duarte Mangas, Inês Fonseca Santos, Inma Luna, Manuel Moya, Salgado Maranhão e João Moita. 

Em colaboração com as Correntes d'Escritas a Fundação Serralves inaugura a exposição As palavras em liberdade na coleção de E. M. de Melo e Castro, no Museu Municipal da Póvoa de Varzim.