O anúncio foi feito pelo bispo Felner Batalha, numa conferência de imprensa em que a IURD reconheceu terem-se verificado 12 mortos e 120 feridos no incidente ocorrido na cerimónia de passagem de ano promovida por aquela confissão religiosa.

O número de vítimas varia consoante a fonte, com a IURD a falar em 12, e o diário estatal Jornal de Angola a escrever na sua edição de hoje que o número de mortos tinha subido para 16, Já o Governo Provincial de Luanda, citado pela agência Angop, fixou aquele número em 13. O número de feridos é unânime: 120.