O corpo da mãe das duas crianças de 12 e 13 anos, encontradas mortas no interior de um carro, nas imediações da Faculdade de Motricidade Humana (FMH), na Cruz Quebrada, Oeiras, foi localizado na manhã desta segunda-feira.

Fonte policial disse à agência Lusa que o corpo foi encontrado a pouca distância do veículo onde estavam os dois irmãos. As três vítimas vão agora ser autopsiadas para apurar as causas da morte.

"As crianças estavam no banco traseiro de um carro tapadas com uma capa amarela. Não apresentavam ferimentos e no local havia bolos, o que pode dar a entender que foram envenenados", explicou fonte policial à agência Lusa.

Os dois irmãos e a mãe moravam em Linda-a-Velha, concelho de Oeiras.

As autoridades policiais foram alertadas, cerca das 19h30 de domingo, por um segurança, o qual informou que se encontrava, desde o dia anterior, uma viatura nas imediações dos dormitórios da FMH.

"Quando lá chegaram, os polícias encontraram um corpo debaixo de um oleado no interior do veículo, com vestígios de sangue. Depois de destaparem, constataram tratar-se de dois corpos", adiantou a mesma fonte.

Os agentes da PSP ficaram "impressionados" com o "cenário macabro", com o qual se depararam.

A mesma fonte acrescentou que a avó, quando foi ouvida pelas autoridades, disse que a mãe das crianças tinha problemas de depressão. Além disso, pode estar em causa um problema de poder paternal dos menores.

A investigação passou para a Polícia Judiciária com a ajuda da PSP.