Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

VISÃO Solidária nas bancas contra a indiferença

Os nossos heróis

Eurico Batista um dos protagonistas da edição desta semana da VISÃO Solidária

José Caria

Ganhar a vida a ajudar os outros será um dos grandes temas da próxima VISÃO, uma revista muito especial, como são sempre as edições anuais VISÃO Solidária. E esta será já a quarta revista temática que levamos aos nossos leitores e que estará nas bancas amanhã

A solidariedade social, pública e privada, institucional ou individual, a responsabilidade social das empresas e a atividade empresarial que consiste, ela própria, na prestação de cuidados sociais que escapam ao Estado e outras organizações sem fins lucrativos, são várias facetas de um mesmo objetivo político que devia estar no centro das nossas preocupações e que qualquer sociedade "decente" tem a obrigação de perseguir: garantir a existência de uma teia de proteção que assegure a todos uma vida com um mínimo de qualidade e dignidade.

A solidariedade social é uma necessidade indesmentível. Em bom rigor, a sociedade exemplar seria aquela em que não existisse necessidade de preocupação social. Mas essa, como sabemos, é uma realidade distante, e, infelizmente, mais distante do que já esteve num passado recente.

A primeira VISÃO Solidária foi editada em novembro de 2011. E não foi por acaso. Apesar das aparências, vivíamos já anos de grandes dificuldades, com a economia a não ser capaz de dar resposta às necessidades de parte significativa e crescente da população. A existência de um vasto número de cidadãos marginalizados e carenciados de apoio básico e urgente era uma realidade clara para nós, na VISÃO. E também não tínhamos dúvidas de que o enquadramento económico e financeiro só poderia piorar o quadro geral.

Estas edições da VISÃO Solidária, a par dos prémios que instituimos, das conferências que organizámos e das receitas que doámos, e que contaram desde sempre com o apoio incondicional do Montepio, um parceiro fundamental desde a primeira hora, devem ser vistas enquanto peças de um projeto que tem por objetivo combater a indiferença e a marginalização. E que procura atingir esse objectivo através da sua vocação principal: a de informar as pessoas. Sobre os problemas, desde logo. Mas também, porque essa é uma vertente fundamental neste campo, sobre o muito que muita gente faz, no nosso país, para combater a pobreza, a doença, a dor, a solidão e as muitas formas de exclusão.

A REVISTA DESTA SEMANA contribui com €0,50 de cada exemplar vendido em banca para um projeto de uma instituição privada de solidariedade social. São dez as candidatas, cinco indicadas pelo Montepio e outras tantas pela SIC Esperança. Veja na pág. 92 qual o projeto que gostaria de apoiar quando comprar a sua próxima VISÃO. E, não se esqueça, a partir de dia 27, vá a visao.pt e vote. São os leitores que escolhem o projeto que mais merece receber o apoio da VISÃO.

E DIA 4 DE DEZEMBRO vai para as bancas a segunda edição VISÃO Júnior Solidária. Nela mostramos alguns projetos de escola que ajudam a comunidade a viver melhor: porque reúnem roupas e entregam-nas a quem mais precisa; porque o voluntariado faz parte do currículo e todas as semanas alguém serve os jantares no centro de dia; ou faz de palhaço, e anima crianças hospitalizadas juntamente com a Operação Nariz Vermelho; ou porque participa na recolha de alimentos para o Banco Alimentar. Criámos um jogo solidário em que no caminho para a escola muitos desafios divertidos podem surgir... E um dos nossos leitores entrevista o cantor Anselmo Ralph, que nos conta como conseguiu sair mais forte depois de ter sido vítima de bulliyng.