Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Dar a volta

Henrique Pinto

  • 333

Aproximamo-nos de mais uma Jornada Internacional pela Erradicação da Pobreza (17 de Outubro). Com a CAIS, este dia ganhou, ao longo dos últimos 12 anos, uma importância que não tinha em Portugal

A Pobreza continua a violar direitos e deveres fundamentais, e hoje, consequência também da implementação de terríveis medidas de austeridade, ela é responsável pelo aparecimento de novos casos de doença mental e pelo aumento de pessoas que decidem pôr fim à vida, entre elas adultos com mais de 35 e 45 anos, e particularmente idosos.

Ao empurrar milhares de pessoas para a inactividade e inércia, a Pobreza deprime gravemente a vida, colocando-a em risco e num processo de acelerada contagem decrescente.

Mesmo assim, a CAIS, com os seus 19 anos de experiência no apoio a pessoas numa situação de sem abrigo e gravosa carência económica, não só acredita como tem provado que é possível contrariar a falta de casa, trabalho, dinheiro e os seus efeitos, salvaguardando ou garantindo mínimos razoáveis de saúde, amor e alegria. Não seria de facto possível, na vida de muitos, a integração no mercado de trabalho e o simultâneo acesso a uma habitação, sem o fundamental suporte de um corpo saudável, amado e alegre.

Neste sentido, será certamente extremamente proveitoso para quem está há pouco ou muito tempo parado, o envolvimento com uma actividade, mesmo que não possa ser de todo remunerada.

O voluntariado é um direito e faz bem a toda a gente de qualquer idade, mas no momento actual, ele pode ser, para quem tudo perdeu, o único instrumento garante de saúde, afecto e alegria.

Na véspera do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, e impelida por um não desistente desejo de ajudar tudo e todos a DAR a VOLTA, a CAIS

- Propõe o voluntariado como forma de sacudir a pobreza do seu próprio corpo e do corpo de outros.

Os centros CAIS do Porto e Lisboa esperam por si (www.cais.pt).

- Propõe um encontro com o trabalho dos que diariamente se esforçam por exibir talento e não pedem esmola.

CAIS a CORES - Fábrica de Braço de Prata (Lisboa), 18h-2h (em exibição até 30 de Outubro de 2013).

- Propõe um encontro com os finalistas e vencedores da 7ª edição do Reflex - Prémio de Fotografia CAIS | BES.

17 de Outubro 2013, LX Factory (Lisboa), edifício I (Central), 18.30h

- Propõe que ao encontrar uma saqueta de açúcar de um café Delta, ouse oferecer um outro café pela Erradicação da Pobreza, seguindo as instruções disponíveis na saqueta.

- Propõe um encontro informal: MAIS POBREZA, NÃO!

17 de Outubro, na Rua Augusta (Lisboa), junto à laje comemorativa do Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza, 11h.  

A indiferença generalizada do público português continua ainda hoje a ser um dos factores causais daquela a que chamamos de pobreza persistente.

Pela erradicação da pobreza na nossa e na vida de milhares de outros, não deixe este dia passar-lhe ao lado.

Junte-se a nós.  Junte-se à CAIS!