Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de metade das crianças rastreadas pela Santa Casa têm problemas dentários

Juniores e Seniores

  • 333

Imagem de arquivo

Luís Barra

Das 540 crianças analisadas pelos profissionais da Santa Casa de Lisboa, cerca de 300 precisam de ir ao dentista

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) realizou um rastreio experimental junto de 540 crianças, muitas delas originárias de bairros sociais, e encaminhou 310 para dentistas, 144 para nutricionistas e 63 para oftalmologistas.

O facto de se terem deparado com casos preocupantes, levou a instituição a avançar com um porgrama de rastreios gratuitos para jovens até aos 18 anos, residentes em bairros sociais e históricos ou sinalizados por juntas de freguesia ao associações de solidariedade social. 

Os técnicos da Santa Casa ficam com os contactos dos jovens que são encaminhados para os médicos de família e procuram garantir que todas as recomendações são cumpridas.

Para alargar o programa de rastreios, a instituição procura parcerias com outras associações que estejam dispostas a colaborar.