Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Estudantes descobrem vocação com a ajuda do Presidente

Juniores e Seniores

  • 333

Rita Chantre

A associação EPIS vai ajudar um grupo de 50 estudantes que abandonaram o clube das más notas a descobrirem a sua vocação profissional

Cientistas? Engenheiros informáticos? Chefes de cozinha?

A associação Empresários pela Inclusão Social (EPIS) vai proporcionar a 50 jovens estudantes do 2º e 3º ciclo a oportunidade de contactarem com diferentes profissões.

A 2ª Rota das Vocações realiza-se de 2 a 6 de julho.

Ao longo da próxima semana, o grupo de jovens vai passar por empresas como a EPAL, SIC, Microsoft, REN e Santander. Na quarta-feira, dia 4, é o culminar do encontro, com a visita ao Palácio de Belém, onde serão recebidos pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

Os alunos foram escolhidos de entre os cerca de 3 mil estudantes acompanhados pela EPIS ao longo do último ano letivo e fazem parte do grupo daqueles que conseguiram recuperar mais negativas - há casos em que passam de meia dúzia para zero.

Participam na iniciativa escolas dos concelhos de Paredes, Matosinhos, Pampilhosa da Serra, Amadora, Setúbal e Sesimbra.

A 2ª Rota das Vocações está inserida num programa de voluntariado empresarial que conta com o apoio dos colaboradores das empresas associadas para darem aconselhamento profissional aos jovens do 3º ciclo.

O programa, dinamizado por 60 voluntários, já atribuiu os primeiros cinco estágios curriculares a jovens de cursos profissionais que ultrapassaram os maus resultados.

No primeiro dia de visita, segunda-feira, 2, os alunos vão lançar balões ao ar livre que simbolizam as más notas que conseguiram subir. O céu é o limite.

Sobre a EPIS

Com o apoio da associação dos Empresários Pela Inclusão Social (EPIS), alunos de escolas do 2.º e 3.º ciclo de todo o País deixam os maus resultados para trás todos os anos.

O programa passa por ensinar os estudantes a mudarem os métodos de estudo e a aprenderam a ter tempo para estudar e brincar. No ano passado, a EPIS obteve os melhores resultados desde o início da iniciativa, há cinco anos. A taxa de aprovação dos 1027 alunos do programa 'Novos bons alunos' passou para 82%, um crescimento de 25% em relação aos 57 % registados no ano anterior. Ganharam-se mais 257 novos bons alunos.