Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Escolas que lutam contra o abandono premiadas com 19 mil euros

Juniores e Seniores

  • 333

DR

A associação EPIS vai oferecer bolsas sociais às instituições de ensino que se destaquem no combate ao insucesso e ao abandono escolar

A bolsa tem o valor total de 19 200 euros e será distribuída pelas escolas que melhor promovam a inclusão social. Podem candidatar-se instituições  de todo o país, públicas ou privadas, que tenham turmas de 10º ano no próximo ano letivo ou do 1º ano de cursos profissionais.

As bolsas estão distribuídas por quatro categorias:

Boas práticas organizativas de inclusão social

(serão premiadas seis escolas, cada uma com duas bolsas de 400 euros, durante três anos, destinadas a apoiar alunos e famílias).

Boas práticas organizativas de inclusão social de jovens em abandono escolar com o apoio da Deloitte e da Extrusal

(serão premiadas três escolas ou organizações sociais, cada uma com duas bolsas de 400 euros, durante três anos, destinadas a apoiar alunos com histórico de abandono em cursos de nível 2 ou 3 do Quadro Nacional de Qualificações ou equivalentes).

Mérito académico de raparigas no Ensino Secundário, no Concelho do Porto, com o apoio da Sogrape

(serão premiadas quatro raparigas no 10.º ano de escolaridade em 2012/2013, de escolas do Concelho do Porto, com bolsas de 400 euros, durante três anos).

Bolsas para o ensino superior, com o apoio da Fundação Rocha dos Santos (serão premiados quatro alunos que, prioritariamente, tenham sido acompanhados pela EPIS desde 2007 no programa "Novos Bons alunos - Mediadores para o sucesso escolar", que terminaram o 12.º ano de escolaridade com sucesso em 2011/2012 e que queiram iniciar estudos pós 12.º ano de escolaridade em 2012/2013, com bolsas de 800 euros, durante três anos).

Na primeira edição do programa de bolsas sociais foram entregues 7200 euros a cinco escolas, escolhidas entre 44 candidatas. O valor das bolsas para o próximo ano letivo inclui a continuação do apoio às escolas premiadas no ano passado.

As escolas que se candidatam este ano podem contar com 12 mil euros, que serão distribuídos pelas várias categorias a concurso.

Mais informações em www.epis.pt.

Sobre a EPIS

Com o apoio da associação dos Empresários Pela Inclusão Social (EPIS), alunos de escolas do 2.º e 3.º ciclo de todo o País deixam os maus resultados para trás todos os anos. O programa passa por ensinar os estudantes a mudarem os métodos de estudo e a aprenderam a ter tempo para estudar e brincar. No ano passado, a EPIS obteve os melhores resultados desde o início da iniciativa, há cinco anos. A taxa de aprovação dos 1027 alunos do programa 'Novos bons alunos' passou para 82%, um crescimento de 25% em relação aos 57 % registados no ano anterior. Ganharam-se mais 257 novos bons alunos.