Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Conflito sírio provoca um milhão de crianças refugiadas

Juniores e Seniores

  • 333

Campo de refugiados sírio

O alerta de apoio às crianças sírias foi lançado pela UNICEF e pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, tutelado por António Guterres

Ao fim de três anos de conflito, o número de crianças sírias refugidas chegou a um milhão. Destas, 740 mil têm menos de 11 anos.

"A comunidade internacional falhou nas suas responsabilidades para com estas crianças. Devíamos parar e perguntarmo-nos como podemos, em plena consciência, continuar a falhar para com as crianças da Síria", declarou, em comunicado, o diretor executivo da UNICEF, Anthony Lake.

Líbano, Turquia, Iraque e Egito são alguns dos países para onde se deslocam estas crianças, que representam metade do total dos refugiados sírios.

O Alto-Comissário da ONU para os Refugiados (ACNUR), António Guterres, acredita que "o que está em risco é nada menos do que a sobrevivência e o bem-estar de uma geração de inocentes".

Desde 2010, o conflito já matou cerca de 7 mil crianças.

As duas agências, UNICEF e ACNUR, apelaram a donativos que ajudem a garantir cuidados de saúde, educação e outros cuidados básicos às crianças refugiadas. O Plano Regional de Resposta aos Refugiados Sírios precisa de 2 259 mil milhões de euros para garantir o apoio até dezembro. Até agora, foi angariado 38% desse valor.