Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

VÍDEO: Parabéns, Manoel de Oliveira

Envelhecimento Ativo

  • 333

Luís Barra

O mais velho realizador do mundo em atividade estreou "O Gebo e a Sombra", rodou uma curta-metragem e tem mais duas obras em carteira. Em Guimarães, fez a pré-estreia do mais recente filme. Veja o VIDEO



É português e festeja esta terça-feira o 104º aniversário. O mais velho realizador ainda em atividade termina um ano que ficou marcado pela estreia do filme "O gebo e a sombra", que passou no festival de Veneza, e pela rodagem da curta-metragem "O conquistador conquistado", a convite de Guimarães Capital Europeia da Cultura. Mas tem mais outros dois filmes em carteira, para os quais procura agora financiamento: um chama-se "O velho do Restelo", inspirado em textos de camões, Teixeira de Pascoaes e Cervantes, e ainda "A igreja do Diabo", a partir dos contos de Machado de Assis.

Manoel de Oliveira nasceu a 11 de dezembro de 1908, apesar de o registo ter a data de nascimento assinalada no dia seguinte. Depois de uma participação num filme de Rino Lupo, em 1928, estreou o primeiro filme, a curta documental "Douro faina fluvial", em 1931. Nestes 80 anos de atividade, com algumas interrupções durante o Estado Novo, o realizador fixou um percurso que é considerado fundamental na história do cinema português.