Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Produtos caseiros e gourmet

Economia Social

  • 333

DR

Chutney de abóbora, caviar de beringela, doce de cebola, compota de pêra e outras iguarias à venda numa instituição que dá teto a 38 'meninas'

"Já conhece os nossos produtos? A geleia de pimento, o vinagre balsâmico, as bolachas de limão são algumas das nossas deliciosas ofertas." A frase foi deixada no Facebook do Convento dos Cardaes, a casa da obra social dedicada à Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos.

A estas iguarias juntam-se outras, sempre caseiras e gourmet, como chutney de abóbora ou banana, molho de pimentos, piri-piri, doce de cebola, caviar de beringela ou marmeladas e compotas variadas.

O projeto levado a cabo por irmãs dominicanas no centro de Lisboa, em pleno Bairro Alto (Rua do Século), remonta ao século XIX e começou por ser um asilo apenas para invisuais. Hoje, acolhe 38 'meninas' (incluindo com deficiências) dos 18 aos 90 anos.

A compra dos produtos disponibilizados no Convento é apenas uma forma de ajudar quem lá habita. A outra pode ser uma visita ao espaço centenário, onde existem várias obras de artes decorativas barrocas, já que entrada funciona como donativo para a Instituição Particular de Solidariedade Social). Há visitas guiadas em várias línguas, feitas por solidárias que se dedicam à causa.

A obra social do Convento dos Cardaes já foi distinguida pelo Presidente da República, numa cerimónia do 10 de junho, com a condecoração 'Ordem do Mérito'.