Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercado social de arrendamento pressiona rendas para baixo

Economia Social

  • 333

Marcos Borga

Governo acredita que arranque do mercado social de arrendamento vai contribuir para diminuição das rendas

A entrega da primeira casa a uma família de Alpiarça marcou o início formal do mercado social de arrendamento, processo que o Governo entende como "infindável" e que vai "colocar pressão" no valor das rendas do mercado livre.

A "primeira de muitas" casas, entregue numa cerimónia no âmbito desta medida governamental, é um apartamento de três assoalhadas (T2), com uma renda de 210 euros por mês, tendo o secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, presente na cerimónia, defendido que a mesma vai ajudar a "impulsionar uma auto regulação" no mercado de arrendamento.

Em declarações aos jornalistas, Marco António Costa disse ainda que cerca de 800 imóveis já estão no fundo imobiliário de arrendamento e que 465 candidaturas estão validadas para assunção de contrato.