Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Casas 30% mais baratas

Economia Social

  • 333

Bruno Rascão

Mercado social de arrendamento arranca com mais de 800 imóveis e fundo superior a 100 milhões de euros 

O mercado social de arrendamento, que o Governo anunciou em fevereiro, arrancou terça-feira, dia 26, com a assinatura do protocolo que põe no mercado mais de 800 imóveis através dum fundo de arrendamento de valor superior a cem milhões de euros.

Em declarações à agência Lusa, o secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social explicou que com a assinatura do protocolo é dado início público ao mercado de arrendamento social, uma iniciativa inserida no Programa de Emergência Social (PES), que prevê criar um mercado de arrendamento com preços mais baixos.

O projeto junta os principais bancos privados portugueses, nomeadamente o Banco Espírito Santo, o Banif, o Banco Popular, o Santander Totta, o Montepio Geral, o Millennium BCP, bem como a Caixa Geral de Depósitos, associados ao Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social e ao Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU).