Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Almada dá prioridade a desempregados e reformados nas hortas sociais

Economia Social

  • 333

Luís Barra

A autarquia vai disponibilizar 73 talhões numa área total de 8500 m2. As inscrições decorrem até 26 de julho

O regresso à horta tem ido uma das formas encontradas pelas famílias para aliviar o orçamento em tempos de crise. A pensar nisso, a Câmara Municipal de Almada lançou o projeto Hortas de S. João, que disponibiliza cerca de 8500 m2 de terreno cultivável.

Serão libertados 73 talhões entre os 30 e os 125 m2. Os interessados podem inscrever-se até 26 julho. Os candidatos podem ser habitantes do concelho, escolas da região, instituições de interesse público ou associações sem fins lucrativos sediadas em Almada.

Durante o processo de seleção, será dada prioridade a desempregados e reformados, mas a proximidade de residência também será um fator importante.

Os novos agricultores terão de contribuir como uma quota anual de 1,5 euros por m2. O pagamento serve para garantir a manutenção dos espaços comuns e o abastecimento de água. Os desempregados e as famílias de baixos rendimentos terão um desconto de 50% no valor da quota anual.

Além de aliviar o orçamento familiar das famílias, a iniciativa pretende contribuir para a preservação dos solos, a produção agrícola em pequena escala e as relações de proximidade entre os residentes.

Mais informações através do telefone 212 722 510 ou do email almada21@cma.m-almada.pt.