Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

FOTOS: Pescadinha de rabo na boca

Campanhas

  • 333

José Carlos Carvalho

Num país que nunca foi rico, a crise financeira e o aumento do desemprego fizeram crescer também o número dos que vivem abaixo do limiar da pobreza ao ponto de faltar na mesa o pão de cada dia

No Projeto Casa, em Azeitão, todas as noites há cerca de 80 famílias à espera de que sobre comida nos restaurantes da zona, para apaziguarem os seus estômagos. Mas os restaurantes também estão em crise
1 / 15

No Projeto Casa, em Azeitão, todas as noites há cerca de 80 famílias à espera de que sobre comida nos restaurantes da zona, para apaziguarem os seus estômagos. Mas os restaurantes também estão em crise

N'A casinha da Lasanha, sobraram hoje apenas três pescadinhas e umas poucas doses de sopa.O pequeno take-away de Azeitão ajuda com o que pode, sabendo que há ex-clientes entre aqueles que agora pedem apoio alimentar
2 / 15

N'A casinha da Lasanha, sobraram hoje apenas três pescadinhas e umas poucas doses de sopa.O pequeno take-away de Azeitão ajuda com o que pode, sabendo que há ex-clientes entre aqueles que agora pedem apoio alimentar

Este trabalho é feito por voluntários que todos os dias dão algum do seu tempo, para ajudar na recolha e distri buição dos alimentos
3 / 15

Este trabalho é feito por voluntários que todos os dias dão algum do seu tempo, para ajudar na recolha e distri buição dos alimentos

O transporte das refeições muitas vezes é feito nos carros particulares dos voluntários,mas com as devidas condições de acondicionamento
4 / 15

O transporte das refeições muitas vezes é feito nos carros particulares dos voluntários,mas com as devidas condições de acondicionamento

A lista das famílias carenciadas cresce de noite para noite
5 / 15

A lista das famílias carenciadas cresce de noite para noite

Os coordenadores do projeto ponderam, por isso, começar a cozinhar algumas refeições para dar resposta a todos os que batem à porta desta Casa
6 / 15

Os coordenadores do projeto ponderam, por isso, começar a cozinhar algumas refeições para dar resposta a todos os que batem à porta desta Casa

Na mesma noite, são redistribuídas pelas famílias inscritas
7 / 15

Na mesma noite, são redistribuídas pelas famílias inscritas

A espera muitas vezes é feita na rua ao frio e à chuva
8 / 15

A espera muitas vezes é feita na rua ao frio e à chuva

A família Lopes só se desloca de carro uma vez por semana pois não tem dinheiro para o combustível
9 / 15

A família Lopes só se desloca de carro uma vez por semana pois não tem dinheiro para o combustível

O regresso a casa
10 / 15

O regresso a casa

É quase meia-noite quando Tiago Anselmo, de 9 anos, começa a jantar. O irmão João, de 4 anos, já dorme, ao lado da bisavó Arminda, de 90 anos.
11 / 15

É quase meia-noite quando Tiago Anselmo, de 9 anos, começa a jantar. O irmão João, de 4 anos, já dorme, ao lado da bisavó Arminda, de 90 anos.

O miúdo divide a dose de pescadinhas com a avó, Bárbara Lopes, 68 anos, e com a mãe, Teresa Pinto, 44 anos, que está desempregada.
12 / 15

O miúdo divide a dose de pescadinhas com a avó, Bárbara Lopes, 68 anos, e com a mãe, Teresa Pinto, 44 anos, que está desempregada.

Vai dormir tarde, num dia de escola – mas pelo menos a sua barriga já não dá horas
13 / 15

Vai dormir tarde, num dia de escola – mas pelo menos a sua barriga já não dá horas

Mesmo nao sendo a comida preferida João comeu tudo
14 / 15

Mesmo nao sendo a comida preferida João comeu tudo

Esta família amanhã não sabe que refeição terá na mesa
15 / 15

Esta família amanhã não sabe que refeição terá na mesa

O ciclo é difícil de quebrar mas a redistribuição de cerca de 100 mil refeições em sobra nos restaurantes, através das campanhas Direito à Alimentação, da AHRESP, e Zero Desperdício, da Dariacordar, permitiu abrandar a espiral da fome