Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Cáritas recebe 750 mil euros em três anos

Campanhas

José Caria

Nova parceria para fazer face ao aumento de pedidos de ajuda que têm chegado nos últimos meses reforçará o Fundo Social Solidário

Este ano, a Cáritas registou um aumento de 41% dos pedidos de ajuda relativamente ao ano de 2010. Para fazer face ao aumento das solicitações, a organização estabeleceu uma parceria que será fundamental para ajudar a população mais vulnerável a enfrentar a profunda crise económica que o país atravessa.

O Banco Espírito Santo (BES) compromete-se a doar 750 mil euros, em três anos, à instituição para aumentar a capacidade de resposta do Fundo Social Solidário, o departamento que financia os pedidos de ajuda das estruturas locais da Cáritas.

Além da atribuição deste donativo direto, o BES vai desenvolver várias iniciativas de angariação de fundos ao longo do próximo triénio em nome da Cáritas. Entre elas estão a doação de um euro por cada nova conta aberta no banco, a possibilidade de os clientes do banco decidirem doar o arredondamento das suas compras à instituição, a organização de eventos de angariação de fundos e ações de literacia financeira junto das famílias apoiadas.

No início deste ano a Cáritas alertou para "um crescimento considerável da pobreza em Portugal". A organização regista uma alteração do perfil da população em risco económico e social. Além dos jovens e dos aposentados, a população ativa também passou a fazer parte das estatísticas.

O desemprego, os salários em atraso e as situações de falência são os principais motivos para o aumento dos pedidos de ajuda entre a classe trabalhadora.

Saiba como contribuir para a Cáritas em www.caritas.pt.

Sobre a Cáritas

A Cáritas reúne 20 Cáritas Diocesanas distribuídas pelo país, que se regem pela doutrina social da igreja Católica. A instituição atua perante situações de emergência relacionadas com a pobreza e a exclusão social. No ano passado, a instituição recebeu mais de 90 mil pedidos de ajuda.