Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Associação transforma 19 toneladas de tampas em material ortopédico

Campanhas

  • 333

Valor do material distribuído pela associação Azimute ultrapassa os 1500 euros

Uma associação de jovens de Bragança ajudou a "transformar", nos últimos seis anos, mais de 19 toneladas de tampas em material ortopédico destinado a suprir necessidades, como as das quatros instituições e particulares agora contemplados.

O valor do material distribuído pela associação Azimute em mais esta entrega ultrapassa os 1500 euros e contemplou uma habitante de Bragança, duas instituições do concelho, nomeadamente o Centro Social de Quintanilha e a Obra Social Padre Miguel, e a Associação Leque, dedicada à deficiência e sediada em Alfândega da Fé, no Distrito de Bragança.

A campanha deste ano angariou três cadeiras de rodas, um colchão antiescaras, uma joalheira ortopédica articulada, duas almofadas antiescaras, duas almofadas de posicionamento e um aquecedor de parafina.

A Azimute lançou em 2006 a campanha "Já deste muitas tampas", que contabiliza um total de 19.460 quilos de tampas que serviram para angariar material ortopédico no valor de 10.559 euros.

Em seis anos, a associação indicou já ter entregado 31 cadeiras de rodas, uma cadeira de banho específica, duas cadeiras de banho, três camas ortopédicas, três colchões tripartidos, cinco colchões antiescaras, duas cadeiras de rodas em liga leve, nove andarilhos, dois andarilhos com rodas, 13 pares de canadianas, um colete de imobilização, um separador de coxas, dois discos de transferência, três grades rebatíveis e três almofadas antiescaras.

"Esta campanha tem permitido desempenhar um importante trabalho de solidariedade que, através do empenho de diversos anónimos e empresas, contribui para a melhoria da qualidade de vida de pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida", afiançou a direCção da associação.

Contribui ainda, segundo os responsáveis, "para o desenvolvimento de uma consciência ambiental, incutindo rotinas de reciclagem de plástico, o qual, no meio natural, levaria 150 anos a degradar-se".

Criada há mais de uma década numa aldeia próxima da cidade de Bragança, Portela, a Azimute começou por dedicar-se aos desportos de aventura e natureza, mas decidiu alargar o seu âmbito a projectos sociais. A recolha das tampas faz parte destes projectos.

Esta associação foi distinguida pela Fundação Calouste Gulbenkian por outra iniciativa que tem em curso, denominada "Aldeia Pedagógica", para promover o convívio entre gerações, proporcionando aos jovens a oportunidade de aprenderem com a sabedoria dos mais velhos.