Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Árvores caídas no temporal de Sintra dão origem a peças de design solidárias

Campanhas

  • 333

PSML

A madeira das acácias caídas durante o temporal de Sintra deu origem a um conjunto de castiçais que vão angariar fundos para a recuperação do Parque da Pena

O artista Gonçalo Prudêncio, adepto do design sustentável, foi o escolhido pela Parques de Sintra para dar nova vida à madeira das árvores derrubadas durante o temporal que assolou Sintra em janeiro deste ano.

O resultado são quatro castiçais diferentes, que podem ser encaixados e usados em conjunto. Na base das peças está inscrita, a laser, uma referência ao temporal de 19 de janeiro, que arrancou mais de 2 mil árvores nas áreas geridas pela Parques de Sintra.

As vendas dos castiçais revertem para a recuperação da área afetada pelo temporal. De acordo com as estimativas da autarquia, os prejuízos ascendem aos 3 milhões de euros.

Cada castiçal custa 5,50 euros e o conjunto de dois 10 euros. As peças estão à venda nas lojas da Parques de Sintra (Palácio da Pena, Palácio de Monserrate, Palácio de Sintra, Palácio de Queluz, Convento dos Capuchos e Castelo dos Mouros) e também no Chalet da Condessa D'Edla, que deverá reabrir em breve, assim que terminarem as limpezas dos destroços do temporal.  

Os castiçais criados por Gonçalo Prudêncio