Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

AMI lança peditório nacional para fazer face ao aumento dos pedidos de ajuda

Campanhas

  • 333

Centro Porta Amiga da AMI

Até domingo, os voluntários da AMI vão estar nas ruas para angariarem fundos. Em maio, conseguiram mais de 55 mil euros

Na mesma altura em que lança o seu 21.º peditório de rua, a AMI admite que voltou a bater o recorde de pedidos de ajuda. No primeiro semestre deste ano, foram apoiadas mais de 11 200 pessoas pela associação.

Até domingo, os voluntários da associação vão estar nas ruas, apelando aos portugueses para doarem dinheiro que ajude a financiar a sua atividade, como os Centros Porta Amiga, abrigos noturnos, equipas de rua e de apoio domiciliário, que combatem a pobreza e a exclusão social.  

A AMI alerta que o peditório será feito em locais públicos, por voluntários devidamente identificados, e não porta a porta.

No mais recente peditório, realizado em maio, foram angariados mais de 55 mil euros, que permitiram custear um Centro Porta Amiga durante 15 dias.

Até ao final do ano, a AMI deverá apoiar 28 200 pessoas.